O balanço mensal do mercado da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores, disponibilizado na última quarta-feira (4), apontou um fechamento negativo para setembro. O cenário nacional foi impactado pela menor quantidade de dias úteis no mês — 20, quando comparado aos 23 de agosto e aos 21 de setembro do ano passado.

No estado do Ceará, o mercado de motocicletas teve queda de cerca de 8% em relação a agosto, mas o cenário é 17% melhor do que em 2022, representando um dos melhores desempenhos do setor. Outro mercado com destaque é o de implementos rodoviários, que teve crescimento de 24% no mês, descolado da queda dos caminhões.

O cenário de caminhões não acompanhou a renovação de frotas dos implementos. Apesar do crescimento de 30% em relação ao mês anterior, o mercado retraiu 34% quando comparado com o mesmo período de 2022. O mesmo cenário se repete para ônibus, com desempenho 17% melhor que agosto, mas 18% menor do que no ano passado.

Autos e comerciais leves tiveram a variação negativa mais expressiva, tendo uma retração de 20% no seu mercado em setembro. A expectativa é de que a aprovação do novo Marco Legal das Garantias e a queda da taxa Selic facilitem o acesso ao crédito e o setor acumule resultados positivos.